BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quinta-feira, agosto 6

Pulseiras com pendurezas , para cima dum dinheirão


Parece que agora se avalia o "interesse" das mulheres modernas, pela quantidade de pendurezas caríssimas que se enfiam numa pulseira sem qualquer tipo de graça, e muito pouco carismática.


Segundo uma conversa que assisti hoje, mesmo sem querer, quem tiver mais "bolinhas" é mais SUPER qualquer coisa !!

havia por lá uma rapariga que só tinha duas coisinhas daquelas , e pelos vistos das mais baratuxas (ao que parece cada pendureza custa para cima dum dinheirão)

havia por lá outra senhora que tinha a pulseira quase cheia (devia ser a mais endinheirada)

Toda a conversa , que durou cerca de meia hora, girou em volta desta afamada pulseira , eu ouvi .
Incrédula ... e....
Desgostosa com tamanha futilidade,
desintegrada dum assunto , que não me suscitava qualquer tipo de comentário.

Horrorizada nem sei o que dizer .

Eu não tinha, nenhuma pulseira daquelas ...as minhas eram feitas por mim...inventadas por mim... de materiais esquisitos, mas felizmente com alguma criatividade

Saí dali a desejar que nunca ninguém me oferecesse uma coisa daquelas , e com medo de ser o que mais se encontra por aí.

Homens que oferecem às namoradas, amigas ou esposas, pendurezas da Pandora !!

Comecei a pensar se deveria emigrar !
Sinceramente que sim!

10 comentários:

▒▓█► JOTA ENE ® disse...

ºº
Gostei do teu layout, mas morangos verdes... que eu saiba não sou daltónico, já sei, és sportinguista, só pode.

Maria, Simplesmente disse...

Teresa:
Cada vez a futilidade torna as mulheres mais interessantes!
É incrivel como elas aderem a modas incríveis também.
Que conversas ter com mulheres que vão atrás de futilidades dessas?
Antes ficar numa cidade virtual, procurando tanta coisa interessante para ver.
Bj
Maria

Miguel Batista disse...

Como afirma Gabriel o Pensador, "Antes viver na lua..."...Sendo eu homem, já fui com um amigo comprar essa coisa para ele oferecer à namorada...xD Também não sei porquê tanta folia em torno dessa pulseira...Crise?Mas qual crise?

André Miguel disse...

O Português adora futilidades... É mais fácil levar a vida assim; usar a cabecinha para pensar dá trabalho!

Sofá Amarelo disse...

E eu vou também emigrar, heheheeh - jamais compraria tais futilidades para alguém, e eu até sou muito de oferecer coisas às pessoas bonitas, mas prefiro algo adquirido com a alma e não com dinheiro...

Muitos beijinhos. Bom fim-de-semana!!!

simplesmenteeu disse...

Também, muitas vezes, me apetece emigrar, para uma terra ou um mundo diferente.
Quando toda a gente, à minha volta, fala uma língua que não é a minha...
Quando me sinto impotente perante a maldade, injustiça, preconceito...

E, para além de tudo, o que gosto mesmo, é de andar de mãos e braços despidos de enfeites...

Beijo carinhoso

Violet disse...

Passando a publicidade à parte:

I´m not a pandora girl!!!!!!:
http://violetsecretblog.blogspot.com/2009/02/im-not-pandora-girl.html

Um beijo, obrigada pela visita!

Alexandra disse...

Olá Teresa.

Tenho que confessar que também tenho uma Pandora, adquirida há uns anos. A minha, passo o pleonasmo, conta com quatro contas, faltando-me adquirir uma para comemoração de ter começado a fazer pontas no ballet.

Acredito que a pulseira ainda aguentará muitos anos despida, pois cada conta só é adquirida por mim e para celebrar algo muito, muito, especial (como é iniciar pontas aos 30 anos ou a criação da minha empresa).

Basicamente, para dizer que a futilidade está somente no significado e uso que lhe dão. Muitas vejo por aí pejadas de contas que se coleccionam com a avidez que se coleccionam cromos de caderneta.

Gosto muito de ver a minha praticamente despida. Salienta a importância de cada acontecimento.

Evidente que poderia arranjar algo mais barato (mas também menos duradoiro) mas quis de alguma forma seguir o que foi feito nas gerações anteriores da minha família. Adquirir jóias em momentos muito especiais e com história para deixar aos que se seguem.

Não a tiro para nada e por nada.

Vekiki disse...

Estou como tu! Eu, que adoro acessórios, não consigo descobrir o interesse pela Pandora. Quer dizer, consigo. Ostentação. Apenas. Também desejo que ninguém me ofereça uma ;)

Larose disse...

leva-me contigo!